08 julho 2015

Memórias

A lembrança, finda, imutável, pronta. Incapaz de erros, imaculada. Eis o melhor dos amores, intangível. As incertezas trazem imperfeições, a lembrança não. Ela é intocável. Ela se satisfaz por si só. De que me serve buscar se eu já o tenho? De que me serve tentar se já o consegui? A lembrança preenche vazios, alimenta. Se em algum momento desejei o novo, ela me trás todas as possibilidades que não me ocorreram. Posso sonhar. Mas, se chego a me sentir completo... a minha procura já é o que eu procuro. Eis o meu melhor roteiro. Aquele que eu posso reescrever sempre que a saudade apertar. Eis a minha melhor história. Se o amor é rude, a lembrança é bárbara!

Apenas um goliardo errante

0 comentários:

Adoçam por aqui:

 
Adoce com Limão © Copyright 2011. Design desenvolvido por Simone Emanuelle Oliveira.